tratar, curar e aliviar a rinite alérgica

Como tratar, curar e aliviar a rinite alérgica?

A rinite alérgica afeta diferentes pessoas de diferentes maneiras. Os sintomas variam, assim como os alergénios que levam à reação e as alturas do ano em que a rinite ataca em força. No entanto, uma coisa é certa: para muitas pessoas que sofrem com esta doença respiratória, os sintomas acabam por ter um grande impacto no seu dia-a-dia e bem-estar.

Felizmente, existem vários tipos de tratamento que reduzem eficazmente estes sintomas e hoje vamos falar-lhe um pouco sobre todos eles.

Cinco maneiras de aliviar os sintomas da rinite alérgica

Não há falta de tratamentos para a febre dos fenos e a melhor maneira de saber qual a alternativa mais indicada para si é procurando uma opinião profissional. Isso leva-nos à questão: que médico trata a rinite alérgica?

Na verdade, existem duas respostas a esta pergunta. Uma opção é visitar o seu médico de família, pois estes profissionais, regra geral, conseguem fazer o diagnóstico e estabelecer uma terapêutica eficaz, e, quando não o conseguem, indicam-no a um médico especialista em alergias. A segunda opção é ir diretamente a um imunoalergologista, ou seja, um profissional que lida com alergias e condições relacionadas com as defesas do organismo.

Dependendo dos sintomas que tem experienciado e da gravidade da sua rinite alérgica, o médico irá receitar-lhe o tratamento mais adequado. Cinco das soluções mais comumente usadas para tratar a rinite alérgica são:

  • Irrigação nasal com solução salina

Começamos com um tratamento natural e muitas vezes utilizado para tratar sintomas de constipação, para além da rinite alérgica.

A irrigação nasal consiste na lavagem dos condutos nasais e para experimentar este tratamento precisa apenas de uma solução salina (que pode encontrar em qualquer farmácia ou até fazer em casa com sal marinho e água morna) e de uma seringa.

Com a cabeça inclinada para um lado, coloque a seringa com a solução na narina que estiver para cima e aperte o êmbolo. O soro deverá começar a sair pela outra narina e drenar para a faringe, eliminando alguns dos contaminantes que poderiam ter levado a inflamação.

  • Anti-histamínicos

A rinite alérgica acontece quando o seu sistema imunitário leva o seu corpo a libertar histamina para combater o alergénio que é considerado um risco, levando então aos espirros, congestão nasal, irritação nos olhos, e demais sintomas. Tal como o nome indica, os medicamentos anti-histamínicos fazem com que o seu corpo pare de produzir a histamina e, como resultado, conseguem reduzir os seus sintomas.

  • Medicamentos descongestionantes

Dois dos principais sinais de que tem rinite alérgica são a congestão e o corrimento nasal, e todos nós sabemos quão frustrante um nariz entupido se pode tornar. Durante o dia, assoa-se vezes sem conta e acaba por irritar a pele à volta do nariz, e à noite é difícil respirar e ainda mais difícil adormecer.

Um descongestionante é a solução ideal para estes problemas. Apesar de não ser aconselhado o uso durante um longo período de tempo (isto é, por mais de três dias), pois pode ter um efeito rebound acabando por agravar os sintomas, é uma boa maneira de obter alívio imediato.

  • Spray nasal e gotas oftalmológicas

Tal como os descongestionantes, certos sprays nasais e gotas oftalmológicas podem causar um efeito rebound e, como tal, não devem ser usados como um tratamento a longo-prazo.

No entanto, se aquilo de que está à procura é um tratamento para utilizar durante um longo período de tempo, deverá optar por um spray e/ou gotas com corticosteroides. Este tipo de produtos demora um pouco mais do que os anti-histamínicos a fazer efeito, mas os resultados duram mais tempo.

  • Imunoterapia

Para pessoas com certos sintomas severos de rinite alérgica ou que querem tratar uma rinite crónica, o médico pode sugerir um tratamento chamado imunoterapia, ou hipossensibilização. No entanto, este tratamento só é possível se se identificar claramente o ou os alergénios responsáveis pela rinite.

Durante este tratamento, o profissional injeta porções do alergénio no corpo, sendo que as sessões costumam ser semanais e a quantidade do alergénio vai aumentando com o tempo até se encontrar a dose mais eficaz para o seu caso. A partir do momento em que se descobre esta dose, as sessões passam a ser realizadas com um maior intervalo de tempo e, ao todo, o tratamento dura três a cinco anos.

O objetivo é fazer com que o seu sistema imunitário se habitue ao alergénio e, eventualmente, deixe de o ver como uma ameaça à sua saúde.

É também possível usar comprimidos ao invés de injeções.

No que toca a tratamentos para a rinite alérgica, nunca é demais sublinhar a importância de procurar a opinião de um profissional de saúde. Não só é mais seguro, mas também mais eficiente. Marque a sua consulta hoje e recupere o seu bem-estar.